Header Ads

7 de abril entrará para a história como o dia em que um condenado humilhou a Justiça em rede nacional


Neste exato momento o ex-presidente Lula, condenado em segunda instância a 12 anos de prisão, que teve pelo menos seis pedidos de habeas corpus negados nas instâncias superiores, que também é réu em nove processos e investigado em outros tantos, discursa em plena liberdade diante do Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC Paulista.

Ele, que teve prisão decretada há dois dias e cujo prazo para se entregar terminou ontem às 17 horas, está no palanque com seus correligionários atacando a imprensa, o judiciário e seus opositores. A Polícia Federal assiste a tudo isso sem agir e sem cumprir o mandado, aguardando que ele se entregue a hora que quiser.

A situação é um vexame para o país inteiro, pois mostra que Lula tem tratamento VIP até mesmo quando comparado a outros políticos. Enquanto Eduardo Cunha e Sérgio Cabral cumprem pena em regime fechado, tendo sido presos preventivamente antes mesmo da condenação, o petista permanece numa boa e sem nenhuma consequência. É uma clara demonstração pública de que a lei não se aplica a todos igualmente.

Este dia 7 de abril ficará marcado na história como um momento histórico de humilhação e rebaixamento das instituições. Em um país sério, qualquer sujeito em tal situação já estaria preso e provavelmente teria sido algemado.
Tecnologia do Blogger.